Glossário náutico

   A   B   C   D   E   F   G   H   I   J   K   L   M   N   O   P   Q   R   S   T   U   W   X   Y   Z

Embaçar

ou Calafetar (ver Calafetagem)

Embarcações de grande porte

São os barcos com comprimento igual ou superior a 24 metros.

Embarcações de médio porte

São os barcos com comprimento variando entre 5 e 23,99 metros de comprimento.

Embarcações miúdas

São os barcos com menos de 5 metros de comprimento. Segundo a lei estes barcos somente podem navegar em áreas abrigadas (área interior).

Embarcadouro ou ancoradouro

Um ancoradouro ou embarcadouro, atualmente, é uma estrutura na costa de uma abra onde barcos podem carregar e descarregar carga ou passageiros. Antigamente um ancoradouro era o local onde o barco ancorava, lançava a âncora ao largo. Dizia-se então que tinha fundeado porque havia largado para o fundo a âncora/ferro. Os passageiros e a carga eram trazidos a terra em embarcações menores, que já podiam atracar.

Embotijar

cobrir completamente um cabo com um entraçado de fios;

Encalhamento

propositadamente se deixa encalhar uma embarcação;

Enfrechadura

(ver Enfrechate)

Enfrechate

cada um dos degraus de uma enxárcia, geralmente roliços, feitos de corda grossa, madeira ou ferro;

Enora

Abertura no pavimento por onde passa o mastro.

Entesar

ou Atesar ( ver Atesamento)

Envergar

enrolar ou atar com os envergues (cabos que prendem a vela...) às vergas, para servirem na manobra;

Enxárcia

cordoalha de navio, cabos que ligam os mastros e os mastaréus às mesas de guarnição;

Epirb

sistema de localização em emergências;

Equipagem

tripulação de um navio;

Escala de beaufort

classifica a intensidade dos ventos;

Escota

Qualquer cabo que se utiliza para fazer variar o ângulo em que uma vela recebe o vento. Cabo fixo à vela para manobra desta. Cabo fixo à retranca ou ao punho da escota através da qual se controla a abertura da vela em relação ao vento;

Escota da grande

Cabo que controla o maior ou maior afastamento da retranca da vela grande da linha longitudinal do barco.

Escotas

Cabos usados para controlar as velas. "Caçar" é puxar esses cabos trazendo a vela para a linha de centro do veleiro e "Folgar" é soltá-los, deixando a vela se afastar dessa linha de centro

Escotilha

Abertura no convés para dar passagem a pessoas ou material.

Escuna

Navio à vela com dois mastros e um só mastaréu em cada mastro. Arma pano latino podendo no mastro de proa largar pano redondo.

Espia

(ver Boça)

Espia ou boça

Boça ou Espia é em náutica um cabo fixo no olhal da proa e que serve à amarração ou para rebocar a embarcação.

Espicha

nome do pau que em diagonal prende a vela trapezoidal ou peça para trabalhar cabos;

Estai

Cabo que sustem desde a vante um mastro, normalmente em aço. Também é corrente denominar de estai a vela que enverga neste cabo.

Estai de popa

Cabo de aço estendido entre a popa e o topo do mastro que impede o seu movimento para frente. Cabo que suporta o mastro longitudinalmente para a popa.

Estais

cabos que fixam o mastro no sentido longitudinal;

Esteira

Borda de baixo. Lado de baixo de uma vela desde o punho da amura até ao punho da escota. bordo inferior da vela grande; Testa - Valuma - Punho

Estibordo

Lado direito do barco olhando para a proa. Bordo à direita do rumo da embarcação (em oposição a bombordo).

Esticador

Dispositivo usado para tensionar os estais e brandais ou macaco esticador é uma peça aplicada ao chicote de certos cabos, como brandais, para os atesarem. Peça aplicada ao chicote de certos cabos para os atesarem;

Estofo da maré

Período de tempo em que não há corrente de maré.

Estropos

Cabos ligados à embarcação por onde esta é içada.




Apostilas para Download